O Prêmio




Crescimento sustentável do crédito imobiliário: análise de cenário com custo de captação de poupança e de mercado.

O forte crescimento do mercado imobiliário observado nos últimos anos tem como componente principal a maior oferta de capital para o setor.

A fonte de recursos, usada para suprir a demanda por crédito imobiliário, tem sido a Poupança, mas já há algum tempo, o mercado indica que o maior crescimento do crédito em relação aos depósitos nesse produto, tornará necessário o uso de instrumentos alternativos de captação. Como alternativas já existentes temos: as LCI´s; os CRI´s e os Fundos de Investimento Imobiliário. Além destes, existe a proposta de criação da Letra Financeira Imobiliária (LFI) inspirada nos CoveredBonds Europeus.

Com base neste cenário, as monografias devem sugerir a criação de pontes entre investidores e consumidores finais que preencham os requisitos de prazo e preço, dentro do conceito de crescimento sustentável para o setor.



Segurança jurídica e custos de transação no crédito imobiliário.

Conforme indicação do Banco Central, em 2012, a relação Crédito Habitacional e PIB ficou em 6,3%. De acordo com as projeções da Abecip, esse percentual deverá superar os 10% até 2015. Mantido esse ritmo, o crédito imobiliário poderá financiar, em média, mais de um milhão de moradias/ano nesta década, quase duplicando o número das unidades financiadas nas quatro décadas anteriores, estimulando assim o desenvolvimento econômico do País.

O crescente avanço do mercado imobiliário brasileiro impõe o desafio de, progressivamente, desburocratizar e facilitar os processos de contratação na geração de negócios.

O aprimoramento dos sistemas internos e a redução dos custos administrativos de registro, manuseio, guarda e preservação de informações – realizado com mais segurança, agilidade e racionalidade – representa uma busca constante de todos os segmentos do mercado.

Levando em consideração as informações acima, as monografias devem apresentar sugestões de organização e aperfeiçoamento que gerem redução de custos e celeridade, contribuindo decisivamente para aumento da segurança jurídica dos negócios, bem como abordar, eventualmente, a necessidade de ajustes na legislação vigente.


compartilhe